Última matéria enviada em 04/10/2007 - Matéria acessada: 588 vezes
Medicina - Exame de habilitação para estudante de medicina pode se tornar obrigatório

O exame de habilitação profissional do Conselho Regional de Medicina (CRM) do Espírito Santo, que vai avaliar estudantes do último período da faculdade, pode virar lei federal e se tornar obrigatório. De acordo com o presidente do CRM, Fernando Costa, se os conselhos regionais de outros estados passarem a realizar a avaliação, é provável que seja criada uma lei federal, tornando-a obrigatória.

Por enquanto, apenas o Espírito Santo e São Paulo aderiram ao processo. Em função da coincidência de data com o Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), a prova, que seria no dia 11 de novembro, foi antecipada para o dia 10. O exame do CRM vai acontecer pela primeira vez no Estado e será opcional e confidencial, ou seja, o estudante poderá optar por fazer ou não, e as notas dos que fizerem não serão publicadas.

Participarão da prova estudantes da Ufes e da Emescam, já que os cursos de Medicina abertos em outras faculdades do Estado ainda não formaram profissionais na área. Segundo Fernando Costa, o objetivo da avaliação é apontar eventuais deficiências e incentivar os cursos a adotarem medidas que conduzam à melhoria do ensino. O médico destacou, entretanto, que só será possível avaliar essas questões com o tempo, após a realização de novos exames. Para Fernando Costa, a avaliação deste ano será o "pontapé inicial".

Para esclarecer os estudantes sobre como será a prova, o Conselho Regional de Medicina criou uma comissão responsável por ir às universidades, fornecendo as informações necessárias. A prova, elaborada pela Fundação Carlos Chagas, será composta por 120 questões objetivas, que abordarão as áreas básicas da medicina, como pediatria, ortopedia, ginecologia, obstetrícia, cirurgia geral, clínica médica, saúde pública, saúde mental, bioética e ciências básicas. De acordo com Fernando Costa, a avaliação vai ser dinâmica, para que o aluno com boa formação não tenha problemas em responder às questões.

A avaliação vai acontecer na sede do Conselho e os estudantes que participarem receberão um certificado e a nota individual. Para ser considerado aprovado, o aluno deve ter 60% de aproveitamento. O presidente do CRM, Fernando Costa, enfatizou que o exame é importante para que o estudante saiba se está ou não preparado para enfrentar uma residência.

 

 
Seja o primeiro a comentar esta matéria!
 



ENVIE ESTA MATÉRIA PARA SEUS AMIGOS...
 
Últimas da coluna Educação
14/04/2008

12/02/2008

01/02/2008

16/11/2007

11/11/2007

28/10/2007

04/10/2007

03/08/2007

24/07/2007

22/03/2007


Últimas Notícias
29/04/2016

29/04/2016

27/04/2015

16/04/2015

09/12/2014

 
_________________________________________________________________________________________________________________________________