Última matéria enviada em 13/03/2007 - Matéria acessada: 802 vezes
Curso gratuito: Como gerenciar com sucesso meu empreendimento

O programa NossoCrédito, do Governo do Estado do Espírito Santo, em parceria com o Sebrae, está oferecendo 2400 vagas para o curso gratuito "Como gerenciar com sucesso meu empreendimento".

O curso é direcionado aos empreendedores de baixa renda que fazem parte do programa NossoCrédito.

Estão sendo oferecidas turmas nos meses de abril, maio, junho e agosto.

As inscrições já estão abertas. O interessado deve procurar a agência NossoCrédito de seu município.

Confira aqui os endereços das agências NossoCrédito em 77 municípios do Estado.

Programa Nossocrédito

O que é o Nossocrédito?

Saiba onde ficam as unidades do programa Nossocredito

O Nossocrédito é o Programa Estadual de Microcrédito e resultado de uma Política Pública de ação integrada sistêmica, articulada entre instituições públicas e sociedade civil organizada. Destina-se ao aumento da capacidade produtiva da economia e à dotação de capital social básico para a geração de empregos. Caracteriza-se como uma modalidade especial de crédito, estruturado para alcançar um público de empreendedores de pequenos negócios que não tem acesso ao mercado de crédito convencional. Como conseqüência da implantação do Microcrédito, espera-se que, em conjunto com outras iniciativas em curso no Estado, seja gerado desenvolvimento econômico para a elevação da renda e a redução das desigualdades sociais e regionais no Espírito Santo.

Quem pode ser financiado?

O Nossocrédito destina-se a empreendedores que exerçam atividades formais ou informais, rurais ou urbanas, trabalhadores e trabalhadoras que concluíram cursos promovidos pelos Programas de Qualificação Profissional municipais e/ou estaduais, já inseridos no mercado de produção de bens ou serviços ou que atuam na economia sob forma de Cooperativas ou Associações, legalizadas, de produção de bens ou serviços, tais como:

  • Indústria (marcenaria, sapataria, carpintaria, artesanato, alfaiataria, gráfica, padaria, produção de alimentos, fabricante de uma infinidade de produtos de consumo, etc).
  • Comércio (vendedores em geral, mercadinhos, papelarias, armarinhos, bazares, farmácias, armazéns, restaurantes, lanchonetes, ambulantes, feirantes, pequenos lojistas, açougueiros, vendedores de cosméticos, etc).
  • Serviços (salões de beleza, oficinas mecânicas, borracharias, etc).

O que é preciso para se obter um Empréstimo?

  • Estar produzindo, no município, há mais de seis meses, no setor formal ou informal;
  • Residir há mais de dois anos no município, em endereço fixo. Caso não more no município, precisa ter seu negócio estabelecido há mais de dois anos no local;
  • Ter o nome limpo no SERASA e no SPC - Serviço de Proteção ao Crédito;
  • Ter renda bruta menor que R$ 120.000 nos últimos 12 meses anteriores à data da solicitação do empréstimo;
  • Apresentar Avalista.
  • Estar produzindo, no município, há mais de seis meses, no setor formal ou informal;
  • Residir há mais de dois anos no município, em endereço fixo. Caso não more no município, precisa ter seu negócio estabelecido há mais de dois anos no local;
  • Ter o nome limpo no SERASA e no SPC - Serviço de Proteção ao Crédito;
  • Ter renda bruta menor que R$ 120.000 nos últimos 12 meses anteriores à data da solicitação do empréstimo;
  • Apresentar Avalista.

Itens Financiáveis

  • Capital de giro:
  • Compra de mercadorias e matérias-primas industrializáveis; consertos de máquinas e equipamentos.
  • Investimento fixo:
  • Aquisição de máquinas, equipamentos e ferramentas, novas ou usadas;
  • Reforma e ampliação de instalações físicas ligadas à atividade;
  • Móveis e utensílios;
  • Motocicleta, bicicletas de carga e trailler;
  • Reparos em veículos utilitários que objetivem a sua manutenção, adaptação ou adequação a atividades produtivas específicas;
  • Aquisição de aparelhos de fax e computadores (inclusive impressoras, periféricos e software, desde que tenham a ver com a atividade fim ou sejam essenciais ao desempenho da atividade).

Itens não Financiáveis

  • Insumos para o setor agropecuário (sementes, mudas, matrizes de animais, adubos e fertilizantes para o setor agropecuário);
  • Pagamento de dívidas;
  • Aquisição de veículo de passeio e barcos para pesca artesanal;
  • Despesas com a manutenção, tais como jogo de pneus, combustível, lanternagem, pintura, recuperação em função de batidas e acidentes;
  • Atividades ilegais, incluindo a comercialização de produtos contrabandeados, fabricação e comercialização de produtos com marcas pirateadas, itens que firam as leis ambientais, entre outras.

Condições dos Financiamentos para os clientes

  • Valores:
  • Pessoa física ou pessoa jurídica: de R$ 200 (duzentos reais) até R$ 5.000 (cinco mil reais).
  • Para cooperativas e associações legalizadas: de R$ 200 (duzentos reais) até R$ 25.000 (vinte e cinco mil reais), limitado ao máximo de R$ 5.000 (cinco mil reais) por associado, se o total de sócios for menor que cinco.
  • Encargos financeiros
  • Juros: 1% (um por cento) ao mês;
  • Juros pré fixados.
  • Participação no investimento
  • Até 100% do total dos investimentos financiáveis.
  • Prazos
  • Para capital de giro: até 6 meses, com prestações mensais fixas e sem carência;
  • Para investimento fixo: prazo total de até 12 meses, incluída a carência, com prestações mensais fixas;
  • Prazo de carência: até 3 meses, de acordo com a especificidade, já incluído no prazo total.

Garantias

  • Reais: alienação fiduciária de 100% dos bens financiados; e
  • Pessoais: aval de pessoa física sem restrições no SPC ou SERASA, podendo ser parente de primeiro grau desde que não resida na mesma casa e que comprove o rendimento líquido. Trinta por cento do rendimento líquido deve ser igual ou maior do que a prestação.

Documentos Necessários

  • o Para empresas registradas:
  • Contrato Social e alterações;
  • Cartão C.N.P.J. e, se for o caso, Inscrição Estadual e Municipal;
  • Carteira de Identidade e C.P.F. dos sócios e dos cônjuges;
  • Comprovante de residência dos sócios;
  • Três orçamentos dos itens a serem financiados ou proposta de venda de bens usados, acompanhada de cópia das respectivas notas fiscais ou de outro documento que certifique a origem.
  • Para quem trabalha por conta própria ou negócio não registrado
  • Carteira de Identidade e C.P.F. dos sócios, dos cônjuges;
  • Comprovante de residência dos sócios;
  • Três orçamentos dos itens a serem financiados ou proposta de venda de bens usados, acompanhada de cópia das respectivas notas fiscais ou de outro documento que certifique a origem.
  • Para avalistas:
  • Carteira de Identidade e C.P.F. dos avalistas e dos cônjuges;
  • Comprovante de residência;
  • Comprovante de rendimentos.

O que fazer para se candidatar a um financiamento

  • Primeiro passo do candidato a um financiamento é verificar se atende aos itens "Quem pode ser financiado", "Itens Financiáveis" e " Itens não financiáveis".
  • o Próximo passo é procurar um Agente de Crédito na Unidade de Microcrédito de sua cidade, e ele irá explicar todos os passos e providências necessárias

 

http://www.es.gov.br/site/cidadaos/mapanossocredito.swf acesse e confira aonde você poderá encontrar uma das 77 unidades espalhadas pelo estado.

 

 
Americanos...
Comentado por Janilton , em 10/02/2007 14:31:00 .
Americanos? Só querem ficar ricos sem trabalhar, ou trabalhando exaustivamente até se morrer cheio de dinheiro, doença e gente brigando e matando pela herança. São potência explorando os imigrantes, invadindo os países dos outros, praticando o protecionismo comercial... Disseminam essa cultura entre seus compatriotas, aqui conhecida como "lei de Gerson" onde o importante é se dar bem. Não têm lazer saudável, nem educação de qualidade. Custo de vida ltíssimo impede os mais pobres de alcaçarem uma melhor posição social. O governo controla iimplicitamente o padrão de vida das pessoas e poda a liberdade de expressão através de regras excessivas pra se viver. Possuem tantas leis ( pena de morte, menoridade penal, etc) e a criminalidade não pára de crescer. E ainda queremos ser americanos quando crescermos... Se é que isso é crescer...
todos sao livres
Comentado por jairo marcio raamos , em 08/02/2007 08:33:00 .
entre no jogo quem quiser!presisamos de mais responsabilidade sobre nossa liberdade... fico admirado pessoas nao saberem usarem suas liberdades, e nao saber o que pode e naso pode
ABSURDO!
Comentado por ROSANA ABSALÃO , em 17/01/2007 17:27:00 .
AS PESSOAS QUE CRIARAM ESTE CONCURSO DEVERIAM SER PROCESSADAS POR CRIME CONTRA A VIDA! E IDIOTA É QUEM ACEITA PARTICIPAR DISSO POR UM MÍSERO VIDEOGAME. PREFIRO SER POBRE E NÃO TER NADA DO QUE PASSAR POR HUMILHAÇÕES OU RISCOS À SAÚDE.
Poxa Vida
Comentado por DuX xTreme!!! , em 16/01/2007 21:25:00 .
Gosto de vídeo game, mas não vale a vida de ninguém!!
Mostrado apenas os 5 últimos comentários, clique aqui para ver todos
 



ENVIE ESTA MATÉRIA PARA SEUS AMIGOS...
 
Últimas da coluna Negócios
12/06/2008

10/06/2008

02/06/2008

25/01/2008

20/09/2007

05/07/2007

07/06/2007

13/03/2007

11/03/2007

18/07/2006


Últimas Notícias
29/04/2016

29/04/2016

27/04/2015

16/04/2015

09/12/2014

 
_________________________________________________________________________________________________________________________________