Última matéria enviada em 30/03/2008 - Matéria acessada: 1900 vezes
Festa da Polenta - Venda Nova do Imigrante/ES
Venda Nova do Imigrante emancipou-se politicamente em 1988. Desde o início da colonização no final do século passado vem apresentando sua independência organizacional. Já se foram 100 anos que os italianos aqui chegaram, construíram o Colégio Salesiano, Hospital Pe. Máximo, Igrejas, casas, moinhos, escolas, Estradas e plantaram lavouras, sempre no sistema de mutirão.

Desta forma, seguindo o princípio formador deixado por nossos avós, mutirão e voluntariado, foi criada sobre as mesmas bases em 1979 a Festa da Polenta, por iniciativa do maior orgulho de Venda Nova do Imigrante Pe. Cleto Caliman.

A Festa da Polenta seguiu sendo organizada no pátio do Colégio Salesiano e com o aumento do público e crescimento estrutural, em 1991 ganha personalidade jurídica. Continuou crescendo em 1995 foi construído pela municipalidade o Centro de eventos Pe. Cleto Caliman, para abrigar a Festa da Polenta e os demais eventos.

A Festa da Polenta possui cunho filantrópico e após o evento, realiza-se uma Assembléia Pública, com a participação da comunidade para prestação de contas, avaliação de erros e acertos e distribuição de recursos arrecadados paras as entidades filantrópicas da saúde, assistência, segurança, educação e cultura.

A Festa da Polenta é organizada e executada por cerca de 600 voluntários distribuídos em 15 equipes, inclusive Diretoria e Conselho Fiscal, empenhando-se no importante papel de nossa comunidade: o voluntariado.

A Festa da Polenta surgiu por acaso.

Na minha infância criei alergia a polenta. Meu pai na falta de coisa melhor empanturrava a filharada de polenta no café da manhã, almoço e jantar, criando em mim, aversão a este alimento. Hoje, nos meus 80 anos bem vividos, mesmo sem polenta, vez por outra, sei apreciar uma polenta frita.
Mas, vamos á Festa da Polenta em Venda Nova do Imigrante.

Foi assim: - Em 1978 - recebi um convite do Sr. Luiz Marchezi para uma Festa da Polenta, em Sagrada Família, no município de Alfredo Chaves - ES. Fui em mais três. Em grande "brondo" (caldeirão), a mêscola mexia o fubá, etc e tal. Provei, gostei, não demais, da polenta acompanhada de lingüiça e queijo. Tudo bem. Ai veio o estalo de Vieira. Porque não faze-la em Venda Nova do Imigrante, onde o prato principal é a polenta!

Reuniu a patota, uns 8 (oito) polenteiros (as), e lancei a idéia. Aprovação unânime. 
Sem saber como, quando e onde, reunimo-nos várias vezes, e sob sugestões praticas resolvemos fazer a 1ª Festa da Polenta em Venda Nova do Imigrante. Foi no colégio Salesiano, precedida de uma santa missa na Igreja Matriz. Improvisou-se tudo, cozinha, caldeirões, fubá, lingüiça, queijo, macarrão, frango, mesas, cadeiras, pratos, copos, vinhos cerveja, música, etc. Finalidade: ajudar o hospital local e ter meios para novas festas do gênero. Não havia propriamente uma filosofia sobre o evento. Era ajuntar o povo, comer, divertir-se e agrupar possível saldo credor. As primeiras cinco festas, constataram de um só dia 1.500 pessoas, por sinal muito bom comparecimento. Isso em 1979. De dimensão local a Festa foi tomando vulto, e difundiu-se por todo Estado do Espírito Santo e Estados vizinhos. De um dia a festa estendeu-se por três, com novos conceitos e objetivos que não se divertir e lucrar. Os 1.500 vendanovenses da 1ª Festa da Polenta, a XV AFEPOL - Associação Festa da Polenta, compareceram 20.000 polenteiros do ES, RJ, MG, DF, SP E GO.

A ultima Diretoria 1992/1993, e mesmos 430 voluntários (as) que sacrificadamente, conduzem o evento por pura dedicação (o lucro vem ai), achara por bem dar sentido jurídico a Festa da Polenta. Assim é que foi, elaborado, discutido e aprovado o Estatuto da AFEPOL - Associação Festa da Polenta, dando ao evento número um de Venda Nova do Imigrante o objetivo fundamental que é MANTER VIVAS E EXPANSIVAS AS TRADIÇOES HISTÓRICAS, CULTURAIS E OS COSTUMES TRAZIDOS PELO IMIGRANTE ITALIANO.
Pe. Cleto Caliman

A festa, hoje, processa-se da seguinte forma:

A - Uma Diretoria central, composta pelos seguintes membros: Presidente, Vice - Presidente, Tesoureiro, Diretor de Patrimônio, Vice - Diretor de Patrimônio, Diretor Cultural, Vice - Diretor Cultural, e um Secretário (conforme manda o Estatuto da AFEPOL).

B - Divisão de trabalho em equipe, a saber:
- EQUIPE DA COZINHA. 
- EQUIPE DA COZINHA DO BAR. 
- EQUIPE DO BAR. 
- EQUIPE DE CHURASCO. 
- EQUIPE DE ORNAMENTAÇÃO. 
- EQUIPE DO DESFILE. 
- EQUIPE DEI BAMBINI.
- EQUIPE DA ESTRUTURA. 
- EQUIPE DE FINANÇAS. 
- EQUIPE DOS CAIXAS. 
- EQUIPE DE PORTARIA. 
- EQUIPE DE LIMPEZA.
- EQUIPE DE CATA - CASCOS.

Estamos esperando você, com muita cerveja gelada, polenta feita na hora, macarrão especial, queijos, vinhos, muita música e alegria.

Sempre com o intuito de manter e expandir as tradições da cultura italiana.

AFEPOL (Associação Festa da Polenta)
Rua. Pe. Antônio Martinez, Bairro Santa Cruz, Nº 116
Venda Nova do Imigrante - Espírito Santo
Informações: Tel.: (28) 3546-2112
E-mail:
polenta@festadapolenta.com.br

 
Seja o primeiro a comentar esta matéria!
 



ENVIE ESTA MATÉRIA PARA SEUS AMIGOS...
 
Últimas da coluna Turismo Capixaba
18/08/2008

13/06/2008

11/06/2008

12/05/2008

17/04/2008

09/04/2008

30/03/2008

19/03/2008

13/03/2008

10/03/2008


Últimas Notícias
29/04/2016

29/04/2016

27/04/2015

16/04/2015

09/12/2014

 
_________________________________________________________________________________________________________________________________